MARIA FREITAS nasceu em 1994, é mineira do interior, emo, bi, ace e não binária. É autora de Cartas para Luísa (Se Liga Editorial, 2020), livro vencedor do prêmio Mix Literário em 2020, e da coleção de contos com protagonismo bissexual Clichês em rosa, roxo e azul (Se Liga Editorial, 2021).

Juntos, os livros da autora já foram baixados 125 mil vezes e acumulam mais de 1 milhão de páginas lidas na Amazon.

Também é criadora de um dos maiores perfis de divulgação de Literatura LGBTQIAP+ do Brasil, o Cadê LGBT, além de ser idealizadora do FliCadê, festival on-line de Literatura LGBTQIAP+.

​Como Amanda Or, escreveu o romance Sempre estive aqui.

​Atualmente mora em São João do Manteninha com sua noiva e está escrevendo sobre alienígenas, viajantes no tempo, robôs e cantores sertanejos.

Instagram

SAUDADE TEM NOME: BIENAL.

A @bienaldolivrosp está acabando, mas já estou sentindo falta dela há uma semana.

Foi bom demais encontrar e reencontrar amigos, conhecer ídolos e abraçar leitores.

Me chamem para mais eventos, gente. Eu AMEI 💜
SURREAL!

Foto: @midianinja
Que sensação SURREAL foi encontrar vocês!

Obrigada pelos presentes, pelas mensagens sobre como meus livros ajudaram vocês, pelos abraços e por todo o carinho que vocês me deram.

Eu nunca tinha vivido algo parecido na minha vida.

Obrigada por terem reservado um tempinho para irem me ver 💜

Nos encontraremos novamente em breve!
Eu e o amor da minha vida na @bienaldolivrosp.

Essa vai ser a primeira coisa que vou falar aqui no feed sobre a bienal, porque, sinceramente, sem essa mulher eu não conseguiria escrever nada, não conseguiria SER metade do que eu sou. 

Ela me faz querer ser gigante, ser especial, ser incrível 💜

Te amo, Thaís. Desde 2012 e pra sempre!
A BIENAL ESTÁ CHEGANDO!

E eu tô com uma ansiedade que não cabe em mim!

No dia 3 de julho, às 12h30, tem SESSÃO DE AUTÓGRAFOS no estande da P.S. Edições (G128) e NÃO PRECISA DE SENHA. 

Mais tarde, às 17h30, vou mediar o painel Personagens LGBTs em diferentes gêneros literários com  @volp___, @giuldomingues e @elaynebaeta, na ARENA CULTURAL.

Gente, tô muito chique!

Quem eu encontro por lá?